Mais Monografia

Você está aqui: Home >> Como fazer Monografia

Como fazer Monografia

Normatização de Monografia

É necessário que toda monografia siga uma Normatização, a mais comum no Brasil até mesmo por se tratar de um padrão nacional é a ABNT, porém outras como a Vancouver e APA também são solicitadas com certa frequência.

A equipe Mais Monografias sempre se depara com a confusão existente com relação a ABNT, pois certos professores solicitam que o aluno utilize as normas ABNT em seu trabalho e na hora em que o aluno entrega o professor diz que não está na ABNT, ficando assim as duas partes insatisfeitas.

Em primeiro lugar é necessário observar o que é normatização gráfica e normatização de conduta de texto. A normatização de conduta de texto explica o que é e como se faz uma revisão bibliográfica, isso só mudará de acordo com a visão do professor, pois as normas nesse sentido são claras. Já a grande polêmica está com relação a formatação gráfica . Por isso vamos esclarecer algumas duvidas frequentes com relação a essa normatização.

Normatização ABNT para Monografia

A ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas é responsável por todas as normatizações brasileiras, inclusive a de trabalhos acadêmicos, o que a maioria das pessoas não sabe é que a ABNT possui várias resoluções, e cada uma delas pode ou não diferenciar as formatações gráficas.

Essa modificação da ABNT é necessária até mesmo porque assim como a humanidade a escrita também evolui, por exemplo: não tinha como exigir letra arial ou time new Roman na época em que não se existia computador.

Com essa evolução as normatizações passaram a se modificar, mesmo assim algumas opções são dadas ao docente na hora de desenvolver como por exemplo: usar letra arial ou time new Roman, ou seja, a própria ABNT dá opção , sendo assim se o docente escolher escrever sua monografia com letra arial não estará infringindo as regras ABNT como acusam lamentavelmente alguns professores.

Vale ressaltar ainda que algumas instituições podem adequar seus manuais unindo resoluções da ABNT ou a normatização ABNT com outra resolução.

Os padrões para trabalhos acadêmicos produzidos no Brasil são regidos pelas seguintes normas da ABNT:

  1. ABNT NBR 14724:2005 – Informação e documentação — Trabalhos acadêmicos — Apresentação
  2. ABNT NBR 6023:2002 – Informação e documentação – Referências – Elaboração
  3. ABNT NBR 6024:2003 – Numeração progressiva das seções de um documento – Procedimento
  4. ABNT NBR 6027:2003 – Sumário – Procedimento
  5. ABNT NBR 6028:2003 – Resumos – Procedimento
  6. ABNT NBR 6034:2004 – Preparação de índice de publicações – Procedimento
  7. ABNT NBR 10520:2002 – Informação e documentação – Apresentação de citações em documentos
  8. ABNT NBR 12225:2004 – Títulos de lombada – Procedimento

Assim a normatização para monografia segundo a ultima resolução ABNT pode ser:

  1. Papel formato A4 (21,0cm X 29,7 cm), digitado ou datilografado somente no anverso da folha;
  2. Letra do texto n. 12 (Times New Roman ou Arial;
  3. Letra do rodapé ou de citações extensas n. 10 ou 11; para citações diretas pode também se usar Itálico com espaço entre linhas reduzido;
  4. Espaço entre linhas 1,5 ou 2, 0;
  5. Alinhamento: justificado;
  6. 6 pt. entre parágrafos;
  7. 1, 1,25 ou 2 cm. de recuo na primeira linha de cada parágrafo, (recuo esquerdo: 2cm, recuo direito: nenhum);
  8. Margem direita e inferior: 2 cm;
  9. Margem superior e esquerda: 3cm;
  10. Numeração de páginas em algarismos romanos contadas desde a folha de rosto e expressas (a partir da primeira folha após a folha de rosto, até a última página antes da Introdução) no canto inferior direito da folha (I, II, III...);
  11. Indicação de paginação do corpo do trabalho (a partir da Introdução): embaixo à direita, em algarismos arábicos (1,2,3...);

Elementos pré-textuais:

  1. Capa (obrigatório)
  2. Lombada (opcional)
  3. Folha de rosto (obrigatório)
  4. Errata (opcional)
  5. Folha de aprovação (obrigatório)
  6. Dedicatória(s) (opcional)
  7. Agradecimento(s) (opcional)
  8. Epígrafe (opcional)
  9. Resumo na língua vernácula (obrigatório)
  10. Resumo em língua estrangeira (obrigatório)
  11. Lista de ilustrações (opcional)
  12. Lista de tabelas (opcional)
  13. Lista de abreviaturas e siglas (opcional)
  14. Lista de símbolos (opcional)
  15. Sumário (obrigatório)

Elementos textuais:

  1. Introdução
  2. Desenvolvimento
  3. Conclusão

Elementos pós-textuais:

  1. Referências (obrigatório)
  2. Glossário (opcional)
  3. Apêndice(s) (opcional)
  4. Anexo(s) (opcional)
  5. Índice(s) (opcional)

Materiais para Monografia

Agora que já sabemos detalhes sobre os aspectos de formatação e os tópicos que deveremos respeitar para desenvolvimento de uma monografia, vamos discorrer um pouco sobre os materiais utilizados.

Em primeiro lugar deve-se observar que os materiais tem que ter conteúdo de confiança, ou seja, serem redigidos em sua maioria através de referencias bibliográficas, ou serem escrito por profissionais em determinado assunto de forma que você possa citar.

Os mais comuns são:Livros, revistas, artigos, jornais e fontes da Internet.

Vejamos:

Livros: Os livros para serem citados tem que ser aqueles que sejam caracterizados como acadêmicos, a não ser que o próprio livro seja objeto de estudo, pois nem sempre o autor que publica um determinado livro é conhecedor extremo do assunto, ainda por cima, livros literários não podem servir como afirmação de um fato científico, como por exemplo, afirmar que o vampirismo tem a verdade descrita como na série de sucesso conhecida pelos adolescentes (crepúsculo).

Revistas: Da mesma maneira que os livros têm seus cuidados para serem utilizados, as revistas também, geralmente são aceitas apenas revistas científicas, porém, em alguns casos, dependendo do tema os professores tem a liberdade de reconhecer revistas consideradas sérias e confiáveis como é o caso da revista Veja, Exame, Isto é, dentre outras. Agora seria quase impossível um professor considerar como conteúdo acadêmico revistas de 1,99 que falam de novelas a não ser que esta seja o objeto de estudo.

Jornais: Os jornais também possuem suas limitações, a maioria dos conteúdos aceitos pelos jornais são os assuntos que são fatos, ou mostram índices específicos, ou até mesmo trata-se de um jornal cientifico. Já os jornais que costumamos receber gratuitamente ou outros jornais que tomem algum partido sem cunho cientificam também não serão aceitos, ressalvo se for alvo do estudo como os demais.

Fontes da Internet: A fonte da internet para se desenvolver monografias são as mais questionadas até mesmo porque o crescimento desta ferramenta nos últimos anos e a facilidade que ela proporciona é indubitavelmente inquestionável. O fato é que assim como as demais fontes de pesquisa a internet está cheia de coisa ruim e boa sendo necessária muita atenção no momento de uma coleta de materiais para desenvolvimento da monografia. Para não errar procure apenas sites científicos como, por exemplo: www.scielo.br , www.bireme.br , ou site de universidades que trazem trabalhos como dissertações e teses, assim você não se arriscará em cometer erros.

Os sites de Instituições oficiais e Órgãos Governamentais também poderão ser usadas , desde que se confira se o site é realmente oficial .

Citação na Monografia

A citação na monografia é obrigatória, mesmo porque academicamente o aluno não tem base para escrever um texto dissertativo com seus próprios conhecimentos ou experiências, então é necessário que se utilize de referenciais científicos para defender sua idéia.

As citações no texto pode ser direta ou indireta. Na citação direta o aluno transcreve a frase do autor na integra, sem tirar ou colocar nenhum parágrafo. Neste caso o aluno deve observar na formatação da citação direta, pois esta deve ser identificada através de recuo, letra itálico, caso contrário o trabalho poderá se considerado plágio.

No caso das citações indiretas o aluno utiliza-se dos conhecimentos do autor estudado como base para suas idéias, porém, apesar do aluno dissertar é obrigatório a referenciação de onde o mesmo retirou tais idéias.

Essas citações podem ser no próprio texto, citando o sobrenome do autor e o ano no final da frase, ex: ( XXX: 2000). Caso utilize o sobrenome do autor na frase, ex. Segundo Fulano (2000) deve citar o ano entre parêntesis. Há ainda a possibilidade da citação em nota de rodapé, onde é citado toda a formatação, Sobrenome, nome, titulo, ano e local.

A preferência vai do aluno ou do professor, o importante é que a partir do momento em que se escolha uma forma de citação a utilize até o fim do texto. No caso de citações a autores que aparecem em outras obras, use o apud: Deming apud Ribeiro (2008) afirmou que o objetivo da gerência deve ser o de ajudar as pessoas a executarem um trabalho melhor. Apud é um termo em latim que significa “citado por”. Observa-se que, apesar de apud e et alli serem termos estrangeiros, os mesmos não precisam ser grafados em itálico, pois já foram incorporados à língua portuguesa.

Plágio em Monografia

Com a crescente utilização da internet os plágios estão cada vez mais presentes nas Instituições, porém, as mesmas já possuem mecanismos de busca comparativa que identificam os trabalhos que são ou contém plágio.

No decorrer da experiência da equipe Mais Monografias, observamos que algumas situações podem ser confundidas com plágio apesar de não serem, por exemplo:

  1. a) Quando o aluno se esquece de referenciar corretamente uma citação direta.
  2. b) Quando o aluno não faz referencias das utilizações das citações indiretas.

É importante esclarecer para o aluno que apesar de sua monografia ser fruto de citações ele não pode utilizar-se apenas de 1 ou 2 autores, pois neste caso certamente o plágio será apontado. É recomendado para uma monografia de 40 a 50 laudas, pelo menos 20 autores.

Revisão Bibliográfica ou Revisão da Bibliografia?

É muito comum para o aluno que está desenvolvendo sua monografia pela primeira vez se confunda com os termos utilizados por seus professores e orientadores, pois afinal é um universo totalmente novo.

Um das duvidas freqüentes de nossos clientes é sobre a referencia bibliográfica e referencia da bibliografia.

Primeiramente deve-se esclarecer que toda monografia é realizada através de um estudo de fontes chamadas referencias, assim toda monografia deve conter referencia bibliografia, ou referencial teórico, ou referencia da literatura ou revisão de literatura, revisão bibliográfica, etc...

Esses nomes em prática são todas as mesmas coisas, ou seja, é a revisão de todo material estudado em forma de texto dissertativo onde o aluno vai desenvolver sua aprendizagem através das fontes.

No término do trabalho deve conter as referencias utilizada que é a citação dessas fontes em ordem alfabética.


© 1999 - 2012 Monografia e TCC - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados